Skip to main content

A administração municipal de São Paulo implementou um Programa de Recuperação e Manutenção de Pontes e Viadutos, inédito na cidade. Anteriormente carentes de fiscalização e manutenção, pontes e viadutos históricos, como a Ponte das Bandeiras e a Ponte Cidade Jardim, foram alvo de atenção especial neste programa, juntamente com viadutos e passarelas fundamentais para o tráfego cotidiano de cerca de sete milhões de veículos na capital paulista.

Para termos uma ideia, a Ponte das Bandeiras, que foi inaugurada em 25 de janeiro de 1942; a Ponte Cidade Jardim, que data de 1967; e a Avenida Santo Amaro, que também tem mais de 70 anos nunca haviam passado por programas de melhorias. 

Com um investimento significativo de mais de R$ 1,64 bilhão, as obras de recuperação e manutenção abrangem a renovação da pavimentação, substituição e reparo de estacas, vigas e pilares, correção de fissuras, troca de juntas de dilatação e pintura das estruturas, visando a prolongar a vida útil destas infraestruturas vitais. O impacto direto destas ações é crucial para garantir a segurança dos milhões de usuários que transitam diariamente pelas pontes e viadutos em toda a extensão da cidade.

Dentre as iniciativas realizadas estão 49 intervenções emergenciais; necessárias devido aos riscos iminentes identificados. Dessas, 27 já foram concluídas e 22 estão em andamento. 

Além disso, foram contratados 76 projetos de reforço estrutural e realizadas 280 inspeções para garantir a solidez e a funcionalidade dessas estruturas críticas. Os esforços empreendidos resultaram na geração de aproximadamente 7.250 empregos diretos e 36.250 empregos indiretos, gerando impacto positivo tanto na segurança das vias quanto na economia local.


Para saber mais: https://encurtador.com.br/ezFQW.

Meio Ambiente

São Paulo mais verde

Prefeitura SPPrefeitura SP25 de abril de 2024
Saúde

Cuidando do Seu Sorriso

Prefeitura SPPrefeitura SP12 de abril de 2024
Cultura

Virada da Solidariedade

Prefeitura SPPrefeitura SP21 de maio de 2024

Deixe seu comentário

Pular para o conteúdo